Catalog
5 chapters
O Plano Ameaçado
O céu estava limpo e o calor não era tão forte como nos dias anteriores, pois as mãos de algumas crianças fizeram algo muito interessante assim mexendo com a temperatura. Ninguém descobriu porque não estavam preparados para crer na façanha da criançada que se divertia fazendo coisas apreciáveis, coisas que os adultos já não as fazem por serem egoístas e ou talvez desumanos.Os pássar
Read more
ROUBANDO A CENA
— Menina corre, antes que eles te peguem! — disse uma voz familiar antes da menina correr do lado oposto dos malditos.O sol começava a exalar calor que se refletia em muitos habitantes que próximo dali passeavam, no entanto não chegavam perto da rua temida por quase todos, exatamente a mesma que Hárfat escolheu por conta da sua ansiedade que lhe controlava. O livro na mão dela começou a brilhar deixando eclodir cores lindas e diferentes, as mesmas perdiam o brilho e recuperavam, mas ainda aflita naquela situação a menina não viu a manifestação da magia do senhor livro que algo estava prestes a fazer.Antes de chegar muito longe sentiu um pano lhe engolir de um modo rápido que nem pôde gritar. Em seguida lhe puseram
Read more
ESTREIA DO EZILDO
Depois da partida do Zuka, João e Hárfat ficaram desolados como se em depressão estivessem, pois era um amigo tão próximo. Após o ocorrido as ruas começaram a perder movimento de pessoas, pois o medo era grande, e se aquela nave voltasse para sugar outras pessoas, ou melhor outras crianças.O que deixava a coisa mais estranha foi o fato do capturador de crianças ser uma criança, isso não fazia nenhum sentido, porquê uma criança capturaria outras crianças?O céu já estava normal e os Foocaros voavam sem nenhuma dificuldade, assim como as naves. O calor se intensificava cada vez mais e de longe ondas de calor dançavam com preguiça.Os dois amigos estavam inconsoláveis sentados na varanda em casa do João e sem pensar na solu
Read more
O SENHOR SINISTRO
— Muito bem! — disse Ezildo repentinamente com uma voz divertida em seguida a sua expressão facial mudou para uma preocupada. — Falta uma coisa muito importante além do que já disse.— O quê? — Em coro os dois meninos perguntaram.— A assinatura do autor do livro. — disse a entidade com um sorriso estampado no rosto.— Que livro? O senhor livro? — Hárfat virou e olhou para o livro que flutuava a poucos centímetros da superfície.— Sério? Onde  vamos encontrar o autor do senhor livro? Numa biblioteca? — disse João.— Sério que você disse isso? Claramente, que podemos encontar em qualquer
Read more
ASSOCIAÇÃO DOS ESCRITORES DA VILA LUKIDY
— Porquê senhor, está nos tratando assim, porquê? — perguntou Hárfat com todo respeito que quase se transformava em medo.O velho parou um momento, com o seu controle remoto desligou a TV, limpou a garganta e virou a sua face na direção das crianças.— Eu odeio essa pessoa que os indicou a minha casa. — disse com uma respiração que parecia ofegante, porém de um modo ligeiro.— Porquê odeia o Carmony? Justamente… ele? — perguntou a menina com calma na voz.— Bem, não importa agora, pois é uma longa história. Apenas saibam que o que acham de Carmony não é verdade, pois ele é uma outra coisa, completamente o oposto do que ele mostra e o que vocês querem ver.Read more
DMCA.com Protection Status